Chá de Melissa: benefícios para a sua saúde

Chá de Melissa

Muito embora você não tenha ouvido falar a respeito do Chá de Melissa, o seu nome é popularmente conhecido como “chá de erva cidreira”. A primeira denominação se dá pelo nome científico da planta “Melissa officinalis”. Ela possui propriedades medicinais e é da mesma família do hortelã e do boldo.

De uma maneira geral, a erva cidreira possui inúmeros benefícios para o organismo, incluindo a resolução de problemas estomacais. Seu efeito também se mostra calmante, resolvendo a insônia, ansiedade e depressão. Além disso, pode ajudar em casos de cólicas de período menstrual ou sintomas fortes de gases.

Nutrientes presentes no Chá de Melissa

Chá de Melissa

Mesmo que esta parte seja mais científica, é importante ter conhecimento a seu respeito. A erva cidreira é composta por muitos fitoquímicos, como os polifenois, terpenos, taninos, flavonoides, ácido cafeico citral e acetato de eugenol. Quando juntamos todas essas substâncias em um mesmo composto, podemos obter uma poderosa função antioxidante.

Essa função é de extrema importância para combater os radicais livres, evitando que as células envelheçam e, consequentemente, prevenindo o câncer. Além disso, também é necessária para combater a degeneração da mácula, proteger o coração e fazer com que doenças cerebrais degenerativas sejam impedidas. As fibras deste alimento também ajudam no trânsito intestinal.

Quais os benefícios da erva cidreira?

Chá de Melissa

Agora que falamos um pouco mais a respeito dos componentes desta erva, é necessário falar sobre quais os benefícios trazidos com o seu consumo. Por isso, separei uma lista com os efeitos positivos causados em nosso corpo ao consumirmos o Chá de Melissa da maneira adequada e recomendada.

Diminuição das cólicas

Só quem passa por um período menstrual intenso vai entender o quão bom é encontrar uma solução para o fim das cólicas. Com suas propriedades relaxantes, o chá poderá trazer esse alívio quase de maneira instantânea. Então, se você tem cólicas, pode recorrer a um método natural.

Isso acontece devido à ação calmante e sedativa presente em seus componentes mostrados anteriormente. Sendo assim, você poderá fazer com que os tecidos não fiquem tão tensos, consequentemente evitando que a dor se instaure na região do colo, bem como em toda a parte do útero.

Chá de Melissa para acalmar

Para quem sofre com problemas para dormir, tem insônia, sente-se ansioso boa parte do tempo ou simplesmente passa boa parte do dia estressado, então esta bebida será uma válvula de escape para os seus problemas. Com seus efeitos calmantes, todos esses sintomas poderão ser afastados facilmente.

O mais indicado para combater todos os sinais apresentados anteriormente é o óleo essencial da erva cidreira que também é utilizado na aromaterapia. Seu efeito sedativo leve garante uma vida com maior qualidade, além de um bem-estar que acompanhará a sua rotina por quanto tempo for necessário.

Redução de problemas no estômago

Só quem tem problemas estomacais sabe o quanto isso pode interferir na rotina. Dores, problemas para ir ao banheiro, gases e uma série de outras complicações que você não desejaria pra ninguém. O Chá de Melissa possui muita efetividade no combate dos problemas listados anteriormente.

De todo o modo, ainda não há um grande consenso sobre o porquê de tudo isso, principalmente porque os estudos nunca se encontram em uma mesma linha. Alguns pesquisadores afirmam que o benefício é causado por causa de sua ação antiespasmódica e carminativa, melhorando, inclusive, a indigestão causada por tensão.

Na maior parte das vezes, os indivíduos que apresentam algum quadro de problema no estômago devido ao estresse podem ser beneficiados com o consumo do chá. Seu efeito de sedação e ansiolítico podem fazer com que haja uma amenização dos sintomas gástricos, permitindo que a digestão seja feita de modo correto.

Chá de Melissa para redução de gases

As dores causadas por gases acumulados em nosso corpo são bastante incômodas e podem atrapalhar nas simples ações do cotidiano. Por isso, para que você possa se livrar delas, a erva cidreira dá uma pequena mãozinha. Isso ocorre por meio do relaxamento dos tecidos, fazendo com que haja a liberação dos gases presos ao corpo.

Antioxidação

Os efeitos antioxidantes não são bons unicamente para a parte interna de nosso organismo, mas também para a pele. Com o efeito do Chá de Melissa, você pode combater os radicais livres, evitar o envelhecimento das células, prevenir o câncer, evitar que a mácula se degenere e ainda proteger o coração.

Redução da pressão arterial

Ainda sob estudos, este benefício prevê que a erva cidreira pode ser uma das responsáveis por reduzir a pressão arterial. Dessa maneira, será possível fazer com que haja uma vasodilatação dos vasos sanguíneos periféricos, tendo como consequência a redução da pressão.

Chá de Melissa para eliminação do colesterol ruim

Bem como o item anterior, este benefício ainda está sendo estudado. Alguns pesquisadores indicam que a sua forte ação antioxidante poderia ajudar na redução dos níveis de colesterol ruim (LDL). Sendo assim, a erva seria capaz de prevenir doenças cardiovasculares.

Como consumir o chá

A melhor maneira para que você faça um consumo seguro do chá, seguindo as recomendações de profissionais, é por meio de sua infusão. Para isso, é necessário utilizar de 1 a 4 gramas das folhas da planta, de preferência ainda fresca.

Ferva 150 mililitros de água, depois adicione as folhas em um recipiente. Despeje a água por sobre ele, abafe por 5 ou 10 minutos. Coe assim que esse tempo tiver passado e aguarde esfriar um pouco. Tome o chá ainda morno, cerca de 10 ou 15 minutos após ele ter sido preparado. Não use nenhum adoçante.

Quantidade recomendada de Chá de Melissa

Chá de Melissa

Assim como outros tipos de chá, o de erva cidreira pode causar efeitos colaterais caso seja consumido em excesso. Por isso, é necessário saber qual a quantidade ideal de consumo e quantas vezes ele pode ser tomado ao longo do dia. Sendo assim, você evita qualquer dano à saúde.

De acordo com o formulário fornecido pela ANVISA, a orientação é a de ingerir de 1 a 4 gramas de folhas para cada 150 mililitros de água. Desse modo, a pessoa que for ingerir a bebida só pode fazê-lo de duas a três vezes ao dia.

Veja mais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *