Como eliminar os fungos das unhas

Como eliminar os fungos das unhas

Os fungos são os principais responsáveis pelo surgimento das micoses. Querendo ou não, um elemento muito pequeno pode acabar interferindo em grande parte de nossas vidas. Por isso, essa lesão que deforma e traz incômodos, deve ser completamente eliminada de nossas rotinas. Por isso, você precisa saber como eliminar os fungos das unhas.

Muitas vezes, um problema que realmente parece ser pequeno acaba tomando proporções que jamais imaginamos. Por isso, faz-se necessário ter todo um cuidado acerca do que pode ser feito com relação a ele. Sendo assim, venha aprender um pouco mais sobre os fungos e como eliminá-los de maneira eficiente.

Como eliminar os fungos das unhas: como eles são

Como eliminar os fungos das unhas

Na maior parte dos casos, uma das coisas mais comuns que podemos constatar é que uma determinada unha possui uma alteração. Após isso, um fungo acaba por se tornar responsável por essa lesão e, consequentemente, pode vir a causar um descolamento. Em alguns casos, a causa pode ser por trauma induzido por esporte nas unhas dos pés.

Muitas pessoas têm um péssimo hábito de cutucar a unha na parte inferior com palitinhos. Dessa maneira, a estrutura começa a ficar mais vulnerável à invasão de pequenos indesejados. Muitas doenças e tumores acabam por se tornar resultados de ações como a mencionada anteriormente.

Também há casos em que alguns fungos, conhecidos como dermatófitos, podem produzir lesões bastante características e que são capazes de “devorar” a queratina que está intacta. A queratina é uma representação da proteína que constitui toda a estrutura da unha. Por isso, qualquer que seja o invasor pode se tornar perigoso.

Também há um fungo chamado “Candida sp”, além de outros semelhantes, que podem ser contaminantes. Com sua presença no corpo, mais especificamente nas unhas, é necessário identificar o problema para saber o que causou uma doença inicial. Só assim será possível acabar com eles pela raiz, acabando com a proliferação.

Causas e aparência dos fungos

Os fungos não podem ser vistos a olho nu, pelo menos não a sua estrutura completa. No entanto, os seus efeitos realmente são vistos de acordo com os estragos que vão sendo realizados na estrutura. Em muitas ocasiões, a sua identificação se dá por meio da utilização de um microscópio.

Mesmo que ainda sejam muito pequenos para que possamos visualizar por meio dos olhos, seus efeitos podem ser bastante incômodos. Eles causam deformações e alteram a aparência das unhas. Um diagnóstico preciso pode acabar dependendo de alguns exames complementares. Então, caso esteja se preocupando com o assunto, é melhor ir ao médico verificar.

A cultura, técnica aplicada em laboratórios, poderá permitir que o diagnóstico sejam mais preciso. Dessa forma é possível recuperar o fungo que está presente na sua unha naquele momento, principalmente quando ainda é possível cultivar um pedaço dela. Tudo é realizado em laboratório com parâmetros de segurança.

O mais comum é que a unha fique oca e com um espessamento diferenciado, principalmente da pele que está abaixo dela. Após algum tempo com o problema ainda habitando a região, é possível ver que a cor da unha pode variar entre amarelo e castanho, dando a ela um aspecto feio e adoentado.

Tratamento

Como eliminar os fungos das unhas

Se você pensa que arrancar uma unha pode resolver o seu problema, então você está muito enganado. Não é dessa maneira que o fungo irá embora do seu organismo, principalmente porque muitas vezes eles já estão instalados na pele por sob a unha. Por isso, todo o cuidado é necessário.

Um dos poucos tratamentos que está disponível contra a micose está justamente na utilização de medicamentos que tenham uma ação antifúngica. No entanto, ainda assim é necessário visitar o seu médico para saber se há algum tipo de restrição para o uso.

Cada caso é um caso e isso precisa estar na sua mente. Há muitas contraindicações para determinado medicamento e, por isso, você não deve sair ingerindo qualquer coisa que encontra por aí. Muitos tratamentos, também, podem ser bastante longos e cansativos, então é bom estar preparado.

Muito embora possam chegar a promover um tratamento para a doença, e amenização dos sintomas, os tratamentos que se mostram mais eficazes por um longo período têm uma dose mais agressiva. Em casos como esses, o ideal é que você passe a seguir todas as orientações disponibilizadas pelo médico.

Como eliminar os fungos das unhas: evitando o problema

Assim que você terminar o tratamento indicado pelo seu médico, o ideal é que passe a adotar uma série de cuidados para que o problema não volte a se repetir. A micose não é nada agradável e muito provavelmente você não vai querer encará-la por mais uma vez. Os fungos estão pairando no ar em todos os lugares possíveis.

Sempre que deixamos os nossos pés quentes e úmidos podemos fazer com que os fungos se manifestem, mesmo que de maneira inconsciente. Dentro dos fatores de risco, a presença da micose em pessoas da mesma casa é um item a ser debatido de modo mais amplo.

Frequentar piscinas e vestiários públicos também pode acarretar na contração da micose. A utilização de chinelos é uma boa maneira de prevenir o problema. Usar os mesmos sapatos e meias todos os dias não deve ser uma opção, porque facilita na implantação do problema que está tentando ser evitado.

Muitas pessoas também acabam por apresentar problemas de déficit de imunidade, o que acaba levando a uma maior facilidade em contrair a micose. Além disso, o uso de medicações, em alguns casos, pode ser o ponto de partida para esses pequenos seres invasores.

Cuidados redobrados

Como eliminar os fungos das unhas

Em alguns pacientes diabéticos ou que fazem um uso crônico de corticoides e imunossupressores, é bastante comum que a micose esteja presente. Então, se você faz parte de algum deses dois grupos de risco, é melhor ficar ainda mais atento. Evitar maus hábitos, secando os pés antes de calçar sapatos e colocar talco nos calçados é o mais adequado para eliminar essa dor de cabeça.

Em casos de descamações nos pés, é melhor que você acabe por escolher 1 semana apenas para fazer uma hidratação nas solas. Além disso, procure com urgência um médico dermatologista.

Veja mais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *