Como evitar o refluxo: dicas do cotidiano

Como evitar o refluxo

Se você está sempre com aquela queimação no estômago e sente aquele gosto ruim na boca, é bem provável que você tenha refluxo. Em muitos casos, é mais comum que aquela determinada pessoa acabe por regurgitar algo que comeu de maneira recente, principalmente quando o corpo oferece uma inclinação para a frente. Pensando nisso, você sabe como evitar o refluxo?

Para dar uma simplificada no que os médicos querem te explicar, o refluxo nada mais é do que um defeito na barreira que fica entre o seu estômago e o esôfago. Assim, o retorno dos alimentos, bebidas e suco gástrico são certos, causando um enorme transtorno.

Como evitar o refluxo: jantar cedo

Como evitar o refluxo

De acordo com um estudo realizado com mais de 441 pessoas, os pesquisadores japoneses verificaram que, quem ia para a cama cerca de 3 horas após o jantar possuía uma chance ainda mais de ter indigestão. Quem ia dormir cerca de quatro horas ou mais após o jantar não possui tamanha propensão.

O ideal é que você possa dar um tempo para que o seu estômago trabalhe. Pouco a pouco, será possível ir se acostumando com os novos horários, evitando o refluxo. Além disso, a qualidade do seu sono pode melhorar ainda mais, já que não será necessário passar por nenhum tipo de desconforto na hora de pegar no sono.

Elevar a cabeceira

Se você tiver a disponibilidade de elevar um pouco a cabeceira da cama, será possível melhorar muito a qualidade do seu sono, além de evitar o refluxo. Isso acontece porque o nível do estômago estará equilibrado em relação ao esôfago, impedindo que o seu corpo fique inclinado para a frente ou acabe forçando a saída de resíduos.

O ideal é que sejam cerca de 28 centímetros mais para cima, reduzindo os episódios constantes. Se preferir, utilize materiais como tijolos ou blocos de madeira. A parte mais importante é que você possa se sentir bem na hora de dormir.

Dormir do lado esquerdo

Muita gente tem o hábito de dormir com o corpo levemente inclinado ou, simplesmente, prefere se deitar por sobre um dos braços. Muito embora o gesto pareça bastante inocente, dependendo da sua posição, é bem provável que acabe agravando o quadro de refluxo. Pesquisas realizadas recentemente explicam um pouco melhor.

De acordo como estudo realizado, pessoas que dormiam sobre o lado esquerdo de seu corpo tinham apenas metade de casos de refluxo registrados. Muito embora não seja uma solução definitiva, pode te ajudar a amenizar o problema. Dormir sobre o lado direito acaba pressionando mais a válvula que acaba por manter o ácido gástrico no local certo.

Como evitar o refluxo: testar a pizza de pepperoni

São muitos os alimentos acusados por causar azia e outros problemas no estômago. A verdade é que a parte que mais incomoda não causa nenhum tipo de efeito em outra pessoa que possui o mesmo cardápio que você. Diante de 100 estudos de mudança de estilo de vida para que o refluxo seja combatido, as comidas gordurosas ganharam o pódio das piores.

O ideal é que você consiga localizar quais são os alimentos que te fazem ter azia e, ao descobrir, o mais recomendado é que fique bem longe delas. A pizza de pepperoni pode oferecer um bom teste, já que possui molho de tomate, pimenta, massa e condimentos.

Evitar remédios antes de dormir

Como evitar o refluxo

É muito comum que, atualmente, diante de um mundo tão caótico e com ritmo acelerado, muitas pessoas acabem recorrendo a métodos antiquados para conseguir dormir. Um dos passos para se livrar do refluxo é exatamente deixando de lado os remédios que te fazem pegar no sono.

Após uma ampla pesquisa realizada, as pessoas que faziam uso de benzodiazepínicos apresentaram cerca de 50% de chances a mais de ter refluxo.

Largar o cigarro

De acordo com um estudo realizado na Suécia, utilizando mais de 43.300 voluntários para fazer a testagem, foi constatado que os fumantes de longa data tinham um risco até 70% maior de apresentar azia ou refluxo. O resultado foi muito melhor para aqueles que não tinham o cigarro como um vício a ser controlado.

O tabagismo pode aumentar esse risco das seguintes maneiras: induzindo a tosse, colocando mais pressão sobre o esôfago, enfraquecer o esôfago ou reduzir a produção de saliva. Todos os elementos citados anteriormente neutralizam o ácido gástrico que acaba refluindo para o esôfago, aumentando a quantidade de ácidos.

Como evitar o refluxo: perder peso

Como evitar o refluxo

Estar acima do peso é uma dura realidade para a maior parte dos brasileiros. No entanto, isso não representa nenhum tipo de melhora em sua saúde, muito menos quando o assunto é o refluxo. Por isso, perder alguns quilos pode te ajudar, e muito.

Perder 12 quilos reduz, em até 40%, as chances de você ter um episódio de refluxo. Segundo um estudo da Universidade de Stanford, a perda de peso está relacionada à redução da pressão no esfíncter esofágico, dificultando a indução ao refluxo.

Mascar chiclete

Mesmo que não seja um hábito comumente adotado pela maior parte das pessoas, pelo menos não na atualidade, mascar chiclete pode fazer uma grande diferença na sua vida. Segundo um estudo britânico, mascar um chiclete durante 30 minutos após uma refeição principal pode dobrar a sua produção de saliva.

Com isso, é estimado que cerca de 10 deglutições extras de saliva possam fazer com que a azia seja dispensada por completo, principalmente porque manda o ácido de volta para o estômago. Uma outra pesquisa apontou que mascar chiclete neutraliza o problema por até 3 horas depois de uma refeição.

Tirar um tempo para si

Muito embora isso seja bastante complicado na atualidade, principalmente por causa das rotinas pesadas e cheias de estresse, é necessário pensar em si mesmo. A ciência já vem explicando isso há algum tempo, principalmente quando os primeiros sintomas começam a aparecer em formato de estresse ou má digestão.

De acordo com os estudos realizados, cerca de 58% das pessoas tinham uma crise de azia porque tinha estilos de vida bastante agitados. O estresse acaba resultando em outros fatores prejudiciais, como fumar, beber mais álcool e ingerir alimentos gordurosos.

Veja mais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *